O dia 26 de agosto marca os 60 anos que o Mini, um dos ícones automotivos de todos os tempos, fez sua estreia pública. Felizmente, há um novo livro, Mini: 60 Years, de Giles Chapman, publicado pela Motorbooks para nos ajudar a comemorar.

O primeiro Mini que chegou ás ruas em 1959 foi criado como resultado direto da escassez de combustível causada pela Crise do Canal Suez, em 1956, e foi literalmente projetado para ser um carro em miniatura.

MINI
MINI

O resto, como dizem, é história. “Ao longo de seis décadas, os Minis foram alguns dos carros mais carismáticos que você pode comprar”, escreve Chapman. “Do ponto de vista da pilotagem, a experiência sempre foi alegre – cintilante, mesmo – mesmo que a potência seja reduzida”.

Giles Chapman Library
Giles Chapman Library

A partir de 1961, versões de alta performance do Mini provaram que seu design brilhante o levaria além da premissa inicial de economia de combustível. Apelidado de Mini Cooper e Cooper “S”, eles foram particularmente bem-sucedidos como carros de rali, vencendo o Rally de Monte Carlo em 1964, 1965 e 1967. E hoje, é claro, em sua nova encarnação sob os auspícios da BMW, sua reputação esportiva perdura.

MINI
MINI

1969 viu a introdução do 1275 GT (abaixo), uma nova evolução do Cooper. “O carro original foi ideia de um único indivíduo, Sir Alec Issigonis, que teve a oportunidade de reformular o automobilismo em massa como poucos antes ou depois”, observa Chapman. “Ele misturou a força de Henry Ford e André Citroën com os padrões de engenharia de Ferdinand Porsche”.

MINI
MINI

“Tudo foi ousado”, observa Chapman. “O Mini original continuou, tanto por design quanto por circunstâncias inesperadas, a ser uma constante na cena automobilística britânica por incríveis 41 anos. O último carro feito em 2000 era muito pouco diferente do primeiro em 1959. Sua sobrevivência ao longo desse tempo é uma história impressionante”.

Giles Chapman Library
Giles Chapman Library

Posteriormente, “substituir o Mini pelo MINI provou ser uma das tarefas mais difíceis que qualquer fabricante de automóveis poderia empreender. A BMW teve coragem e escolheu reencarnar o Mini Cooper para o novo milênio”, escreve ele. “Totalmente atualizado mais duas vezes desde 2001, o MINI manteve sua particularidade enquanto se expande em uma gama completa de carros”.

Motorbooks
Motorbooks

Mais de cinco milhões de exemplares do Mini original 1959-2000 foram fabricados, tornando-se o carro britânico mais vendido de todos os tempos. E o novo MINI está a caminho de estabelecer outro recorde.

O livro, que traz mais de 200 fotos, incluindo propagandas da época e material de arquivo, é obrigatório para qualquer dono de Mini ou fã de carros, além de uma referência pop excelente para qualquer pessoa com interesse em designs icônicos.

0 Comentários

Cancel